Omar Talih


localizar

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

98/ 2%

Tenho uma teoria de que 98% de todos nossos problemas são criação nossa e que da mesma forma, somos 98% da solução para todos eles. Assim, sucesso ou fracasso, são na mesma medida responsabilidade nossa. E, não importa o tipo de problema que tenhamos; saúde, financeiro, espiritual, sentimental, somos responsáveis por tê-los ou não e na medida que os criamos, nem mais, nem menos.
Por isso, muitas vezes adoecemos e não encontramos uma razão para tal. Se analisarmos o histórico, encontraremos a raiz do mal e saberemos com trata-lo. 
Uma pessoa que fuma, bebe alcoólicos em demasia, usa drogas de todos os tipos, se alimenta mal, terá em algum momento que pagar o preço por isso.
É possível encontrar em um mesmo ambiente, pessoas que tem sucesso e outras completamente fracassadas. 
Então, sua decisão de hoje, será o seu resultado de amanhã. E não adianta reclamar.
Se você estudar, se dedicar a fazer algo bom para sua vida, terá uma recompensa no futuro, da mesma maneira que se não fizer nada, nada terá para colher depois.
Mas, somos absolutamente preguiçosos e jamais admitimos os erros cometidos. Para justificar a maior parte das coisa que fazemos, criamos deuses a quem recorremos sempre que somos confrontados com algumas responsabilidade. Temos um Deus todo poderoso, onipotente e onipresente para nos confortar e nos prover de tudo que necessitamos sem ter que nos responsabilizar pela obtenção. Para os enganos e falhas temos um Deus menor, muito poderoso, sem escrúpulos e que nos leva a cometer as piores atrocidades. Nós o chamamos demônio, diabo e muitos outros nomes. É a outra face da mesma moeda.
Se nos despirmos dessa hipocrisia e assumirmos nossa responsabilidade naquilo que nos cabe, resolvemos 98% dos problemas e podemos alcançar a mesma proporção no sucesso que buscamos.
Nesses 2%, coloco todos os eventos que estão fora do nosso alcance, como os desastres naturais e acontecimentos que nos fogem do controle, mas se analisarmos, tirando a natureza, a maioria dos acontecimentos trágicos, tem a participação de alguém, logo falha dentro daquele percentual de 98%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário